Pai Nosso → Oração do Pai Nosso ensinada por Jesus

Oração do Pai Nosso

A oração do Pai Nosso foi ensinada por Jesus aos seus discípulos. Naquela ocasião os discípulos pediram a Jesus para ensiná-los a orar assim como João Batista ensinou aos seus seguidores.

“Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome;
Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu;
O pão nosso de cada dia nos dá hoje;
E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores;
E não nos conduzas à tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém.”

Mateus 6:9-13

 

Veja também:

→ Salmo 91 Completo – Veja aqui o Salmo mais lido da Bíblia

→ Se Deus é Justo, porque o mundo é tão mau?

→ Oração da noite → Oração para dormir e se conectar com Deus

 Pai Nosso segundo Lucas

“E ele lhes disse: Quando orardes, dizei: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; venha o teu reino; seja feita a tua vontade, assim na terra, como no céu.
Dá-nos cada dia o nosso pão cotidiano;
E perdoa-nos os nossos pecados, pois também nós perdoamos a qualquer que nos deve, e não nos conduzas à tentação, mas livra-nos do mal.”

Lucas 11:2-4

Essa versão é um pouco diferente da descrita por Mateus, mas dá para perceber que o significado é bem parecido.

A oração do Pai Nosso nos foi ensinada por Jesus.
A oração do Pai Nosso nos foi ensinada por Jesus.

Oração do Pai Nosso tradicional

A versão que você aprendeu a orar quando criança provavelmente é um pouco diferente. Desse modo, segue abaixo a versão mais comum rezada pelos brasileiros:

Pai Nosso, que estás nos céus; santificado seja o Vosso nome;
Venha a nós o Vosso reino;
Seja feita a Vossa vontade, assim na terra, como no céu;
O pão nosso de cada dia nos dai hoje;
Perdoai as nossa ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido;
E não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal;
Amém.

Não existe uma versão certa ou errada, ou uma mais correta do que a outra. O significado da oração é o mesmo, de modo que o que realmente faz diferença é orar com fé. Desse modo, sempre que for orar, ore com fé, prestando atenção no que está sendo dito. É muito comum nós rezarmos o Pai Nosso várias vezes durante nossa vida, de modo que o processo acaba ficando automático. Assim, é comum que as pessoas parem de prestar atenção no que estão rezando, porque já rezaram milhares de vezes. Desse modo, é importante ter atenção redobrada, realmente prestando atenção no que está sendo rezado e orar com fé.

 

Significado do Pai Nosso

O significado da oração do Pai Nosso não é tão complicado, assim, faremos uma breve explicação do significado de cada frase, de modo simples. A análise feita será a da versão mais comum, apresentada logo acima.

  • Pai Nosso, que estás nos céus: nessa frase, buscamos nos aproximar de Deus, o chamando de nosso Pai, de modo que nós somos os filhos de Deus. Quando falamos “que estás nos céus” queremos dizer que Deus está nos céus, porém o céu não é um lugar definido, o céu é o lugar onde Deus está, de modo que onde quer que Deus estiver, lá será o céu;
  • santificado seja o Vosso nome: aqui nós santificamos e elevamos o nome de Deus. É comum as pessoas falarem no nome de Deus em vão, porém o nome é santo, e nessa parte da oração é demonstrado o respeito com o nome de Deus;
  • Venha a nós o Vosso reino: pedimos a instauração do reino de Deus, que será feita por Jesus quando ele retornar;
  • Seja feita a Vossa vontade, assim na terra, como no céu: nos submetemos à vontade de Deus e pedimos para que essa vontade seja instaurada, de modo que a vontade de Deus que já é feita nos Céus também seja feita na terra;
  • O pão nosso de cada dia nos dai hoje: nessa parte começam os nossos pedidos. O pão nessa frase pode ser visto de Duas formas: tanto como o alimento necessário para sustentar nossa vida, quanto como uma alimentação espiritual, fortalecendo nossa fé através da Palavra de Deus;
  • Perdoai as nossa ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos tem ofendido: aqui pedimos perdão pelos nossos pecados, porém reconhecemos que também devemos ser misericordiosos, pois o mesmo perdão que buscamos, devemos conceder;
  • E não nos deixeis cair em tentação: pedimos a Deus que possamos resistir aos pecados do mundo;
  • mas livrai-nos do mal: o mal aqui é a figura daquele que tenta nos afastar de Deus, o que fornece a tentação para cairmos no pecado.

Avalie e comente:

Clique nas estrelas abaixo para deixar a sua avaliação e deixe também o seu comentário.

 

Veja também

Salmo 90 – A eternidade de Deus e a brevidade do homem

Salmo 90 Completo O salmo 90 é um salmo que fala sobre a eternidade de …

Damos valor à sua privacidade

Nós e os nossos parceiros armazenamos ou acedemos a informações dos dispositivos, tais como cookies, e processamos dados pessoais, tais como identificadores exclusivos e informações padrão enviadas pelos dispositivos, para as finalidades descritas abaixo. Poderá clicar para consentir o processamento por nossa parte e pela parte dos nossos parceiros para tais finalidades. Em alternativa, poderá clicar para recusar o consentimento, ou aceder a informações mais pormenorizadas e alterar as suas preferências antes de dar consentimento. As suas preferências serão aplicadas apenas a este website.

Cookies estritamente necessários

Estes cookies são necessários para que o website funcione e não podem ser desligados nos nossos sistemas. Normalmente, eles só são configurados em resposta a ações levadas a cabo por si e que correspondem a uma solicitação de serviços, tais como definir as suas preferências de privacidade, iniciar sessão ou preencher formulários. Pode configurar o seu navegador para bloquear ou alertá-lo(a) sobre esses cookies, mas algumas partes do website não funcionarão. Estes cookies não armazenam qualquer informação pessoal identificável.

Cookies de desempenho

Estes cookies permitem-nos contar visitas e fontes de tráfego, para que possamos medir e melhorar o desempenho do nosso website. Eles ajudam-nos a saber quais são as páginas mais e menos populares e a ver como os visitantes se movimentam pelo website. Todas as informações recolhidas por estes cookies são agregadas e, por conseguinte, anónimas. Se não permitir estes cookies, não saberemos quando visitou o nosso site.

Cookies de funcionalidade

Estes cookies permitem que o site forneça uma funcionalidade e personalização melhoradas. Podem ser estabelecidos por nós ou por fornecedores externos cujos serviços adicionámos às nossas páginas. Se não permitir estes cookies algumas destas funcionalidades, ou mesmo todas, podem não atuar corretamente.

Cookies de publicidade

Estes cookies podem ser estabelecidos através do nosso site pelos nossos parceiros de publicidade. Podem ser usados por essas empresas para construir um perfil sobre os seus interesses e mostrar-lhe anúncios relevantes em outros websites. Eles não armazenam diretamente informações pessoais, mas são baseados na identificação exclusiva do seu navegador e dispositivo de internet. Se não permitir estes cookies, terá menos publicidade direcionada.